12 dicas imperdíveis para ter uma alimentação saudável

Matheus Hunoff
Comments are off for this post.

Um assunto bastante procurado e discutido entre as pessoas é sobre dicas de alimentação saudável. Isso acontece principalmente com o objetivo de manter a boa forma e ser saudável ou perder peso. Seja para melhorar a condição física ou para fins estéticos, adotar hábitos alimentares mais equilibrados contribui também para a saúde mental.

Para não cair em armadilhas, o melhor é se planejar e ter em mente as melhores alternativas para saciar a sua fome, evitando doces, massas e outros tipos de guloseimas. Por isso, separamos 12 dicas de alimentação saudável para você não cair em tentações e dar um salto na sua qualidade de vida.

9 dicas imperdíveis para uma alimentação saudável aos esportistas em geral

No decorrer dessas dicas de alimentação saudável, você perceberá que nada é difícil de ser seguido. Com calma e muita determinação é possível atingir metas incríveis em menos tempo do que se imagina.

Conheça agora algumas dicas e tenha uma alimentação balanceada. Isso se refletirá no seu corpo e sua mente.

1 -Faça uma boa mastigação

A mastigação é importante por cadenciar e facilitar o processo de digestão.

A primeira dica de alimentação saudável trata do início do processo digestivo. Não adianta escolher os melhores alimentos e deixar de lado o ato de comer. A mastigação requer uma atenção toda especial.

Nesse momento, o alimento fica em melhores condições para o restante do processo digestivo, sendo amassado e triturado pelos dentes, formando o bolo alimentar com a ação da saliva.

Quando se come com pressa ou com ansiedade, a tendência é agilizar esse processo, tendo como consequência uma má mastigação, que prejudica todas as etapas seguintes.

Uma refeição, feita com mastigação adequada, é realizada em cerca de 20 minutos. Logo, se você leva menos tempo, fique atento. Talvez a mastigação não esteja sendo feita da maneira adequada. Deixe a ansiedade de lado e não abra mão de fazer do momento das refeições algo sagrado, seu organismo agradece. O próximo tópico falará mais sobre isso.

2 – Coma com calma

Nenhuma refeição pode ser feita com pressa e o ato de comer deve ser prioridade nesse momento.

Além do tempo maior possibilitar uma boa mastigação, também é um fator positivo no que se refere ao processamento dos alimentos.

Isso requer tempo. Logo, se a comida for digerida em poucos minutos, o restante do processo digestivo será afetado negativamente também por esse motivo.

E os benefícios não param por aí. O organismo começa a dar sinais de saciedade em apenas 15 minutos após o início da refeição. Ao fazer suas refeições mais lentamente e mastigando bem os alimentos, você acaba ingerindo uma quantidade que corresponde realmente à sua fome. O resultado disso não poderia ser melhor: as porções de comida acabam sendo menores.

Portanto, controle o tempo de suas refeições. Se estão sendo feitas em pouco tempo, dedique mais minutos a esse momento. A próxima dica de alimentação saudável também está relacionada ao tempo.

3 – Adote o jejum intermitente

O jejum intermitente traz mais benefícios ao organismo do que o hábito de comer de 3 em 3 horas.

Se você não conhece essa técnica, saiba que ela é uma tendência em todo o mundo. Vem sendo usada não só para perder peso, como também para manter uma rotina mais saudável e uma boa saúde.

O hábito de jejuar pode assustar a princípio, mas é uma ação presente na história, não só por questões religiosas, algumas instituições a adotam, como também culturais. Antigamente, como não havia supermercados e geladeiras, nem sempre havia comida disponível. Dessa forma, o organismo humano se acostumou a ficar grandes períodos sem receber alimentação.

Essa habilidade se estende até os dias de hoje, por isso essa se mostra uma prática, em alguns casos, mais eficaz do que comer de 3 em 3 horas. E não é difícil segui-la: você pode comer até às 20 horas, pular a janta e dormir, se alimentando novamente no café da manhã, por volta das 8 da manhã, por exemplo.

Os efeitos são os melhores possíveis: você consegue perder peso e os níveis de açúcar no sangue caem consideravelmente. Mas atenção: é importante ter uma alimentação balanceada fora do jejum, para não prejudicar sua saúde.

Vale ressaltar que o jejum intermitente é uma técnica muito difundida atualmente, contudo não faça nada por conta própria. Procure um especialista para obter uma melhor orientação e a dieta ideal para você.

4 – Evite alimentos refinados

Arroz e outros alimentos refinados são prejudiciais para o bom funcionamento do organismo.

Tudo o que for considerado refinado, como versões de arroz, açúcar, pão e trigo, por exemplo, não são os itens ideais para uma boa alimentação. A película que os envolve é removida e é nela onde está a maior parte dos seus nutrientes.

Além disso, durante o refinamento, são incluídas algumas substâncias químicas, e as consequências disso não são as melhores. As bactérias patogênicas se multiplicam e desequilibram a flora intestinal.

A importância das fibras também é um motivo forte para que você adote definitivamente essa dica de alimentação saudável. Alimentos refinados perdem grande quantidade dessa substância, provocando algumas doenças, como diabetes, apendicite, hemorroidas e, até mesmo, câncer e doenças cardíacas.

E não é só: a obesidade é muito agravada com a ausência ou pouca quantidade de fibras. E quando as pessoas procuram por dicas de alimentação saudável, uma das razões é exatamente a obesidade.

5 – Fuja de alimentos industrializados

Embutidos em geral exigem trabalho extra de alguns órgãos do corpo, sobrecarregando-os.

Produtos processados e embutidos, bem como industrializados em geral, podem conter substâncias químicas difíceis de serem reconhecidas pelo organismo. Caso isso aconteça, órgãos como fígado e rins terão trabalho extra para que o corpo não seja plenamente prejudicado.

O fígado, nesse caso, precisa neutralizar essas substâncias, principalmente corantes e conservantes. O rim, por sua vez, é responsável por expelir tudo isso do corpo.

Algumas dessas substâncias são, inclusive, cancerígenas. O sistema imunológico pode ser afetado, favorecendo o aparecimento de doenças diversas, além de o risco de desenvolver alergias ser muito maior, devido à presença de substâncias estranhas no organismo.

Outro motivo pelo qual essa dica de alimentação saudável é importante é que os produtos industrializados promovem inflamação no organismo, além de cansaço físico, mental e problemas respiratórios.

6 -Invista em frutas, vegetais e alimentos integrais

Frutas são ótimas em qualquer ocasião, essa é uma dica de alimentação saudável sempre válida.

Os itens integrais são o contraponto dos refinados. Eles têm mais nutrientes, pois ainda contam com a película que envolve alimentos como arroz e trigo. Uma das grandes vantagens dessas comidas é controlar o colesterol, bem como manter os níveis de glicemia no sangue, dificultando o aparecimento de diabetes.

Também são excelentes para manter a saciedade por mais tempo, dificultando que as porções de comida sejam maiores.

Os níveis de fibras são satisfatórios para o bom funcionamento do organismo, diminuindo as chances, ou, até mesmo, eliminando os problemas mencionado no tópico dos alimentos refinados.

As frutas e vegetais, por sua vez, contêm fibras, vitaminas e minerais diversos. Possuem também fitoquímicos em geral, excelentes para proteger as células.

As frutas são ótimas para os lanches entre as refeições principais. Saciam o organismo por 3 horas e ainda mantêm a disposição do corpo para o restante do dia. Essa é uma das principais dicas de alimentação saudável.

7 – Siga uma rotina

Para um melhor funcionamento do organismo, as refeições devem ser feitas sempre nos mesmos horários.

Essa dica de alimentação saudável é especialmente para quem tem o costume de tomar café, almoçar e jantar em horários variados. O organismo gosta de uma boa rotina e se adapta rapidamente a horários preestabelecidos para as refeições.

Evidentemente, os finais de semana contam com uma programação diferente, alterando também o horário da alimentação. Assim, é possível manter 2 rotinas, uma para os dias da semana e outra para o sábados e/ou domingos.

Ao ter horários definidos para a alimentação, o organismo fica estável em todos os sentidos, não apenas nutricional, como também hormonal. Tendo um ritmo, seu funcionamento é bem melhor, com benefícios incalculáveis para a saúde.

8 – Não combine líquidos e refeição

Para uma alimentação saudável, o ideal é não ingerir bebidas durante as refeições.

Um hábito bem comum dos brasileiros é apreciar uma bebida, como suco ou refrigerante, durante o almoço e o jantar. Essa dica de alimentação saudável trata justamente disso, uma prática que não é das melhores para o organismo.

O ideal é comer sem o acompanhamento de líquidos, pois prejudica o processo digestivo, começando pela mastigação. Mas se você faz questão de beber algo, pode fazê-lo 20 minutos antes do almoço ou jantar.

Para o pós refeição, uma ótima bebida é o chá, ajudando no processo digestivo e equilibrando os níveis hormonais.

9 – Beba líquidos durante o dia

O corpo não demora muito para dar sinais de um consumo insuficiente de água.

As dicas de alimentação saudável não se restringem às refeições. Tudo o que for consumido faz parte.

Se beber água durante as refeições normalmente é prejudicial, o mesmo não se pode dizer em ingeri-la no decorrer do dia. A hidratação é importantíssima para o bom funcionamento do organismo em todos os sentidos: transporta nutrientes, evita inchaços e promove o equilíbrio corporal, além, claro, de manter cabelo, pele e unhas devidamente hidratados.

A falta de água pode também acarretar cansaço, cãibras, irregularidades na pressão sanguínea, entre outros. Se beber água o dia todo parecer desmotivador, uma dica é fazer uma jarra de água saboreada, para beber durante o dia.

Uma receita simples e deliciosa é colocar folhas de hortelã e rodelas de morango em 1,5 litros de água e reservar na geladeira. Você pode criar as receitas que quiser, mas tente não misturar mais do que 3 ingredientes por jarra. Gengibre, limão, hortelã e morango são excelentes ingredientes para a água saboreada.

Um bom instrumento para medir a necessidade de água pelo organismo é verificar a cor da urina. Se estiver bem amarelada é preciso aumentar o consumo. Os rins podem ser prejudicados com a insuficiência de líquidos no organismo.

Agora, se você pratica alguma modalidade de surf e está querendo melhorar seus hábitos alimentares, separamos 3 dicas de alimentação saudável para turbinar seu desempenho e manter a forma.

3 dicas infalíveis para uma alimentação saudável aos surfistas

Para que o desempenho aumente ainda mais, a alimentação é uma grande aliada do esportista. Uma dieta com defasagem de nutrientes pode prejudicar bastante a prática do surf, afinal o corpo precisa estar preparado para os desafios que a modalidade exige.

Veja agora 3 dicas de alimentação saudável para os amantes do esporte.

1 – Invista nas proteínas

Fontes de proteína devem fazer parte da alimentação dos surfistas.

As proteínas são importante para a recuperação dos músculos após a prática do surf. Como o corpo armazena a substância para ser consumida em outros momentos, vale a pena investir em alimentos protéicos antes de surfar.

Se você for surfar pela manhã, é importante ingerir proteína no café da manhã. Uma alternativa interessante é fazer uma panqueca de farinha de aveia e ovos, mais fácil de ser assimilada pelo organismo do que a proteína do soro de leite, por exemplo.

2 -Seja equilibrado

Frutas e grãos formam uma excelente combinação antes da prática do esporte.

Não adianta investir apenas em um grupo de alimentos. Isso faz com que você conte com apenas algumas vitaminas em seu organismo.

Ao ingerir uma fruta, procure também misturá-la com castanhas em geral, como nozes, amêndoas, macadâmias, avelãs, entre outros. Elas contêm a proteína que geralmente falta nesses alimentos, e, agindo com a frutose – açúcar existente nas frutas, a liberação da substância se dá de forma muito mais lenta.

Cereais e achocolatados com açucar são dispensáveis antes da prática do surf, assim como aquelas castanhas salgadas e assadas, que, por sinal, devem ser evitadas.

3 – Coma o mínimo de laticínios

Laticínios, em geral, são importante na alimentação, mas não são recomendáveis antes da prática do surf.

Laticínios são importantes na alimentação de qualquer pessoa e devem fazer parte da dieta. Porém, na prática do surf, pode ser prejudicial por ser de difícil processamento pelo corpo. O resultado disso pode ser muco e sinusite.

Portanto, fique alerta com esses alimentos. Você deve conhecer a procedência e os valores nutricionais deles. Beber um iogurte comum ou comer um queijo fatiado do supermercado é muito mais prejudicial do que benéfico. Escolha sempre as opções mais saudáveis e de boa procedência.

Para ter dicas especiais não só para ter uma alimentação saudável, como também sobre tudo o que diz respeito ao surf, acompanhe nossos textos feitos especialmente para você, surfista iniciante ou veterano. Visite nosso blog regularmente para ter acesso ao conteúdo atualizado.

Comente em caso de dúvidas sobre alimentação ou para falar sobre alguma experiência pessoal. Sua participação é importantíssima para nós!

Aloha,

Matheus Hunoff.

Compartilhe esse post

Comments are closed.