Treino funcional de surf: o que é e quais são seus principais exercícios?

Matheus Hunoff
Comments are off for this post.

O treino funcional de surf é realizado a fim de melhorar o desempenho dos surfistas em geral. Esse método de treinamento é focado no uso dos movimentos fundamentais do ser humano, como girar, agachar, girar, lançar, puxar, empurrar, entre outros.

Ele tem chamado bastante a atenção de surfistas que querem melhorar o seu rendimento em cima da prancha.

Para ser um bom surfista, é essencial que o atleta possua uma larga experiência na água. Porém, a manutenção de uma rotina de treino físico junto à prática aquática tem o poder de melhorar bastante o desempenho dos surfistas.

E, para isso, é preciso que essa preparação seja específica para os movimentos realizados pelos praticantes do esporte.

O que é um treinamento funcional de surf?

O treinamento funcional de surf nada mais é do que a união de exercícios realizados a fim de preparar fisicamente um surfista ou de melhorar as suas habilidades.

Ele é um método voltado especificamente para atletas do surf, para que eles sejam capazes de evoluir de nível no esporte sem correr o risco de lesões.

O seu principal objetivo, então, é fazer com que capacidades físicas sejam desenvolvidas de forma correta em benefício do atleta. Com isso, seus exercícios são bastante parecidos com os gestos e movimentos feitos pelo surfista.

Quais são as vantagens desses exercícios?

A prática do treino funcional de surf apresenta diversas vantagens para os seus praticantes. A maior delas é a possibilidade da aplicação de exercícios que potencializam a capacidade física do surfista no momento da execução de determinados movimentos.

Entre as vantagens que o treinamento funcional de surf proporciona, estão:

Melhora a remada

Por repetir padrões de movimentos, o treino funcional de surf auxilia bastante na melhoria da prática do surf.

A remada, por ser o primeiro movimento que é realizado por um surfista ao entrar na água, precisa de uma boa resistência muscular e mobilidade articular.

Ao realizar um treino funcional, essa primeira etapa do surf acaba sendo realizada mais facilmente, já que os músculos específicos são estimulados e devidamente condicionados.

Melhora o equilíbrio

Um surfista precisa ter bastante equilíbrio sobre a prancha em todas as etapas, como na remada e também surfando uma onda.

Para isso, o treino funcional de surf realiza exercícios com alguns equipamentos específicos, como discos de equilíbrio, camas elásticas e bolas, por exemplo. Isso acaba melhorando significativamente seu desempenho sobre as ondas.

Aumenta a resistência e fôlego

Para ter condições de aguentar ficar no mar por um período considerável de tempo, o surfista precisa ter uma ótima resistência.

O treinamento funcional de surf é capaz de potencializar essa resistência através de alguns exercícios, como é o caso do burpees.

Este é um movimento bastante semelhante ao que é feito pelo surfista para ficar em pé sobre a prancha. Ele trabalha a potência muscular e aumenta a resistência e o fôlego.

Melhora a performance

Por melhorar a resistência, a força muscular, o equilíbrio, a remada, os movimentos e o fôlego do surfista, o treino funcional acaba potencializando o seu desempenho.

Com isso, o atleta acaba apresentando melhores resultados na água durante a realização dos exercícios.

Melhora as manobras

A grande melhoria de performance que o treino funcional de surf apresenta reflete diretamente na melhora de manobras do surfista.

Ao possuir mais força e resistência e ao treinar bastante os movimentos que serão repetidos no mar, as manobras passam a ser mais precisas.

Aumenta a flexibilidade

Por possuir diversos exercícios que trabalham a flexibilidade do atleta, ele acaba correndo menos riscos de ter uma lesão ao praticar o esporte.

Com isso, suas capacidades físicas de equilíbrio, coordenação, potência, força e resistência, que são essenciais para a prática do surf, são aprimoradas no decorrer do treino funcional.

Normalmente, os atletas que praticam esse tipo de treino apresentam, em média, os seguintes resultados:

● Até 55% de melhora no condicionamento físico;
● Aumento de 40% no equilíbrio;
● Crescimento de 25% na capacidade respiratória;
● Redução de 75% nos riscos de lesão;
● Aumento de 30% no desempenho.

Os 7 principais exercícios

O treinamento funcional de surf é composto por um conjunto de exercícios personalizados que são voltados especificamente para os praticantes do esporte.

Alguns deles são de extrema importância e, por isso, acabam se tornando os principais exercícios a serem realizados por surfistas que desejam melhorar o seu desempenho sobre a prancha.

Esses exercícios são personalizados e únicos do Treinamento Surf Evolutivo.

1. Yoga Plex

Quem pratica o surf nota que existe uma sobrecarga em alguns de seus músculos específicos, principalmente os da região dos ombros e costas, já que estes são os responsáveis pelo movimento da remada, e são eles que agem durante um longo período de tempo.

Por conta disso, o yoga plex é amplamente indicado para os surfistas, já que ele desenvolve uma maior amplitude de movimentos de várias articulações ao mesmo tempo, e educa seu corpo a realizar rotações mantendo a estabilidade e equilíbrio geral.

O Yoga Plex é um dos exercícios mais completos para um treino funcional de surf.

2. Prancha Inversa Lateral

A prancha inversa lateral ajuda o surfista a prevenir lesões e a ganhar equilíbrio em superfícies instáveis, como a espuma da onda.

Ao desenvolver esses atributos, você conseguirá surfar ondas por mais tempo e finalizar melhor suas manobras, pois terá equilíbrio e resistência para surfar as ondas do início ao fim, aproveitando toda sua sessão de surf.

A prancha inversa lateral gera estabilidade, potência e agilidade.

3. Pop Up Inverso

O pop up inverso é um excelente exercício para melhorar sua técnica de drop, pois simula os movimentos que você deverá fazer ao dropar na onda, tornando-se um exercício fundamental para o treino funcional de surf.

Isso se dá pelo movimento feito com a bola, que é semelhante ao movimento que você deverá fazer após a remada, logo no momento de executar seu drop.

Quando sua musculatura não está fortalecida o suficiente, mais difícil é fazer este movimento com agilidade e precisão, fazendo com que você pegue menos ondas em sua sessão. Desenvolva seu preparo físico com esse exercício para surfar por mais tempo e pegar muito mais ondas.

O pop up inverso fortalece os ombros e abdômen ao mesmo tempo, o que gera potência nos membros inferiores.

4. Extensão Inversa de Glúteo

A extensão inversa de glúteo é um exercício que trabalha o corpo inteiro do surfista, construindo resistência e força muscular. Além disso, ele também auxilia na melhora do equilíbrio e da coordenação.

Apesar de exigir um intenso esforço físico, ele é ótimo para surfistas, pois trabalha potência, equilíbrio e resistência, simultaneamente.

A extensão inversa de glúteo é um exercício que melhora a potência e a resistência física do surfista.

5. Apoio Estático de Remada

O apoio estático de remada é um exercício muito parecido com a remada, já que trabalha os músculos mais utilizados durante esse movimento do surf.

Com isso, ele se torna extremamente importante em um treinamento funcional de surf. Sua realização precisa ser feita tendo um foco em séries com maiores números de repetições, como algo em torno de 15 a 20.

O surfista precisa estar bem concentrado para realizá-lo, pois a intenção é que seu corpo mantenha-se alinhado e contraído durante todas as repetições, sem deixar seu quadril cair para o lado ou balançar durante a prática.

O apoio estático de remada é um movimento muito parecido com a remada, pois ambos trabalham os mesmos músculos.

6. Rotação Russa

A rotação russa avançada simula uma manobra do surf. A explosão do movimento de rotação ativa os músculos responsáveis por executar uma manobra, como uma batida ou rasgada, por exemplo.

Para realizá-lo, o surfista precisa colocar bastante potência em seus músculos, fazendo uma rotação até a linha do seu ombro.

É recomendado que ao realizar uma repetição, você faça uma expiração com um sopro forte na maior velocidade possível.

O objetivo desse exercício não é se movimentar excessivamente. Seu verdadeiro objetivo é fazer com que o surfista seja capaz de fazê-lo de maneira rápida, com explosão, consciência e precisão, como uma manobra de surf.

A rotação russa é o exercício perfeito para você desenvolver potência e precisão nas suas manobras.

7. Descida Unilateral com Levantamento de Joelho

Esse exercício pode ter inúmeras variações, a fim de educar o surfista a lidar com a instabilidade do surf com ambas as pernas e os braços em variadas posições.

Para realizá-lo, o surfista precisa ficar parado em um pé só, e descer com seu corpo até chegar com seu tronco paralelo ao chão, neste mesmo momento a perna que não estava no chão vai para trás alinhada ao tronco.

Quanto menos você desalinhar seu quadril na descida e mais estável se manter melhor, pois acaba dificultando o exercício, melhorando seu equilíbrio e agilidade.

Usar variações com os olhos fechados, braços para cima ou para os lados, ou pesos nas mãos e tornozelos potencializa os resultados.

As descidas unilaterais são fundamentais no seu treino funcional de surf.

Você já conhecia o treino funcional de surf? Gostaria de participar de uma turma exclusiva do Treinamento Surf Evolutivo e seguir um passo a passo ideal para surfistas que querem pegar muito mais ondas e surfar por muito mais tempo? Clique aqui e conheça nosso Treinamento completo.

Aloha,
Matheus Hunoff

Compartilhe esse post

Comments are closed.